Sejam Bem Vindos

No caminho da minha vida, em todos e tudo que conheci...... Percebi que poderia ser muito diferente, está vida nem um pouco sociável e ao mesmo muito concorrente. Muitas coisas se completavam ao mesmo se distanciavam. Na busca do melhor muito buscam levar sempre vantagem em vez de simplesmente ter uma sensibilidade. A uma qualidade de vida de tudo que possa estar a sua volta. Achava que nesta caminhada estaria só, se também pudesse conhecer outros e outras. Consegui reconhecer, algo que muitos ainda possam se encontrar com uma identidade social. Hoje compreendo, que há pessoas... Que adoram viver.... Que amam o simples modo disso..... Respeitam por serem respeitados.... Foram em lugares que poucos possam ver... Possuem uma força grande no coração.... E um desejo que tudo tem esperança e salvação. Mesmo com tantos comuns em diferenças.... Seguem em frente e fazem se caminho.... Naquilo que é presente seguindo seu próprio destino.... Criam suas próprias ferramentas, seu próprio sustento... Independente como possa estar o destino da humanidade... Simplesmente vivem por cima de todas as crises da economia mundial. O tal PIB que também façam parte nem se dão conta disso. Uma sociedade bem diferente e independente. Que descobri que faço parte... Pois está dentro de mim do meu coração da minha alma. Hoje eu sei da existência da minha identidade. Hoje eu sou Alternativo E este é o meu povo. O Povo Alternativo.

sábado, 21 de novembro de 2009

Artesanato é essencialmente o próprio trabalho manual ou produção de um artesão (de artesão + ato). Mas com a mecanização da indústria o artesão é identificado como aquele que produz objetos pertencentes à chamada cultura popular.


O artesanato é tradicionalmente a produção de caráter familiar, na qual o produtor (artesão) possui os meios de produção (sendo o proprietário da oficina e das ferramentas) e trabalha com a família em sua própria casa, realizando todas as etapas da produção, desde o preparo da matéria-prima, até o acabamento final; ou seja, não havendo divisão do trabalho ou especialização para a confecção de algum produto. Em algumas situações o artesão tinha junto a si um ajudante ou aprendiz.


Os primeiros objetos feitos pelo homem eram artesanais. Isso pode ser identificado no período neolítico (6.000 a.C.) quando o homem aprendeu a polir a pedra, a fabricar a cerâmica como utensílio para armazenar e cozer alimentos, e descobriu a técnica de tecelagem das fibras animais e vegetais. O mesmo pode ser percebido no Brasil no mesmo período. Pesquisas permitiram identificar uma indústria lítica e fabricação de cerâmica por etnias de tradição nordestina que viveram no sudeste do Piauí em 6.000 a.C.


Historicamente, o artesão, responde por todo o processo de transformação da matéria-prima em produto acabado. Mas antes da fase de transformação o artesão é responsável pela seleção da matéria-prima a ser utilizada e pela concepção, ou projeto do produto a ser executado.


A partir do século XI, o artesanato ficou concentrado então em espaços conhecidos como oficinas, onde um pequeno grupo de aprendizes viviam com o mestre-artesão, detentor de todo o conhecimento técnico. Este oferecia, em troca de mão-de-obra barata e fiel, conhecimento, vestimentas e comida. Criaram-se as Corporações de Ofício, organizações que os mestres de cada cidade ou região formavam a fim de defender seus interesses.


Revolução Industrial


Com a Revolução Industrial, teóricos do século XIX, como Karl Marx e John Ruskin, e artistas (ver: Romantismo) criticavam a desvalorização do artesanato pela mecanização. Os intelectuais da época consideravam que o artesão tinha uma maior liberdade, por possuir os meios de produção e pelo alto grau de satisfação e identificação com o produto.


Na tentativa de lidar com as contradições da Revolução Industrial, William Morris funda o grupo de Artes e Ofícios na segunda metade do século XIX, tentando valorizar o trabalho artesanal e se opondo à mecanização.
Sendo que hoje os tempos são outros, também nos adptamos ao Mundo atual.

3 comentários:

CLAUDIA LIMA disse...

Estou aqui para lhe desejar muita saúde e paz em 2010. Um grande beijo e obrigada por ser minha seguidora. Claudia.

Cristina D'Ambrozio disse...

Ola vim visitar seu blog,(blogueiras unidas) e já estou te seguindo.Espero sua visita em meu blog,Bjssssssss Parabéns seu blog é mito bom.

http://pinturasdacristina.blogspot.com/

CASINHA DA PATY disse...

Olá vi retribuir a visitsa...e ja estou seguindo tbem...
Que Deus os abençoe

CIRCULO DAS FLORES

CIRCULO DAS FLORES
Nossa Marca, Nossa realização. Registrada no inpi. Site:www.inpi.gov.br/

Marcadores

Postagens populares

Pesquisar este blog